top of page

Veja como operar corretamente no transporte de produtos farmacêuticos


A qualidade do transporte de medicamentos depende diretamente do cumprimento das normas e diretrizes indicadas durante todos os processos da cadeia do frio. Fica sob responsabilidade de cada setor o manuseio e tratamento correto da carga. 


No setor de expedição os responsáveis precisam estar atentos a informações como: data da expedição, dados do transportador, dados do motorista, dados do destinatário, descrição completa dos medicamentos da carga, identificação do veículo responsável pelo transporte, número da ordem de entrega e nota fiscal.


Durante o transporte, é obrigação das transportadoras as seguintes ações: emitir e portar um manifesto de carga que contenha a previsão do desembarque, monitorar as condições de temperatura e umidade do baú frigorifico, fazer a higienização adequada de todo o ambiente de conservação dos fármacos.


No caso de acontecer algum acidente, roubo ou furto dos medicamentos a Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN), deve ser comunicada imediatamente.


Na hora de descarregar e armazenar os medicamentos nos locais em que serão utilizados é preciso: separar as áreas de recebimento e expedição, ter áreas dedicadas aos medicamentos sujeitos ao regime especial de controle, delimitar áreas de acesso restrito e posicionar os medicamentos em prateleiras organizadas e nunca direto no chão.


Para garantir que no caminho entre o laboratório e os depósitos o transporte seja adequado, o aparelho de refrigeração precisa entregar desempenho e performance. Os novos modelos Flex 300 AE Pharma e Flex 300 R 134a Pharma asseguram o controle da temperatura da carga de forma simples, prática e altamente confiável.


Nós temos as soluções certas para o transporte de produtos farmacêuticos. Entre em contato com a nossa equipe e solicite mais informações.

Comments


bottom of page