top of page

Conheça boas práticas para o transporte refrigerado



No Brasil, o transporte de produtos em baixas temperaturas está crescendo cada vez mais. Na carona desse aumento, é fundamental que as empresas que atuam no setor, em especial as transportadoras, estejam sempre antenadas nas boas práticas para o transporte refrigerado exigidas pelo mercado. E quando falamos em boas práticas, não tratamos apenas da maneira de embarcar o produto no baú refrigerado, mas de uma completa cadeia que vai desde a escolha do caminhão, dos equipamentos frigoríficos e de refrigeração, passando por sua conservação e chegando até a entrega do produto ao cliente final.  Nesse tipo de transporte, é preciso planejar inclusive a acomodação correta dos produtos dentro do baú, permitindo assim o bom fluxo de ar entre as mercadorias. Pensando nisso, separamos algumas dicas valiosas para ajudar você a garantir uma entrega segura e eficiente, a evitar problemas com a fiscalização e a assegurar a qualidade do serviço prestado!


A importância de escolher um bom conjunto frigorífico


Quem trabalha com o transporte de perecíveis sabe que o sucesso das operações depende, em grande parte, de uma boa escolha dos componentes do conjunto frigorífico: veículo adequado, baú frigorífico de qualidade e, claro, um bom equipamento de refrigeração! E o primeiro passo para acertar nessas decisões é definir que tipo de operação será realizada. Isso porque os órgãos que supervisionam e estabelecem regras para o transporte de perecíveis determinam uma série de normas distintas para o deslocamento de alimentos, medicamentos e produtos biológicos. Por isso, é preciso estar atento ao tipo de item movimentado, à distância percorrida e ao tipo de região em que a carga vai circular, visto que muitas regiões possuem restrições de tráfego. A escolha do veículo, que pode ser uma van ou um caminhão, depende principalmente do local de circulação, da capacidade de carga e da possibilidade de acoplar o compressor do equipamento de refrigeração. Independentemente da alternativa, também é importante identificar se a potência do motor atende às condições de operação necessárias! O mesmo cuidado é válido para a escolha da carroceria ou do baú frigorifico. É preciso checar o material de construção, verificar se ele é compatível com o equipamento de refrigeração, assegurar seu isolamento e até mesmo garantir que o tipo de piso utilizado seja o correto para o produto que será transportado. Depois de ter todos esses detalhes alinhados, é hora de pensar na escolha do equipamento de refrigeração — e aqui a atenção precisa ser redobrada! Vale lembrar que essas soluções são desenvolvidas e dimensionadas para manter a temperatura do produto que foi embarcado até o seu destino final.É sempre importante buscar orientação de uma empresa especializada nesse tipo de equipamento, especialmente por conta do grande número de variações e opções disponíveis no mercado. Com o devido suporte qualificado, você vai poder decidir com segurança entre equipamentos acoplados ou a diesel, com motor elétrico ou semi-hermético, o tipo de fluído e todos os detalhes para garantir uma entrega em perfeitas condições!


As boas práticas para o transporte refrigerado


Transportar perecíveis com eficiência sempre foi um desafio para muitas transportadoras. E todos os cuidados não são em vão, já que a manutenção da temperatura é fundamental para evitar casos de contaminação, especialmente em relação aos alimentos e medicamentos. Exatamente para detalhar o quanto isso é importante, preparamos algumas dicas sobre as melhores práticas para o transporte refrigerado. Acompanhe!



Cuidado com a temperatura dos alimentos


Determinados tipos de alimentos, especialmente os congelados, dependem de uma estrutura que possa mantê-los na temperatura adequada para a sua conservação. Vale lembrar que, além dela, outros elementos também influenciam nesse processo, como a umidade relativa do ar, o impacto da luz solar e a distribuição dos produtos dentro do baú refrigerado. Diante de tudo isso, é preciso ter alguns cuidados que vão muito além de contar com um bom sistema de refrigeração: é preciso prestar atenção no manuseio dos produtos, ter cuidado com a frequência de abertura das portas e, inclusive, cuidar para não deixar as portas do veículo totalmente abertas na hora de descarregá-los.


Não esqueça da limpeza do baú refrigerado

Investiu em um excelente conjunto frigorífico? Agora, não vale deixá-lo entregue ao acaso e esquecer da limpeza e da manutenção preventiva, não é verdade? Então lembre-se de estabelecer um cronograma de rotinas de descongelamento e higienização das câmaras frias. Isso evita o acúmulo de gelo, desobstrui os difusores de ar e impede a proliferação de microrganismos. Outro ponto importante a ser levado em consideração é o tipo de produto utilizado para a realização da limpeza, afinal, esse procedimento pode oferecer risco de contaminação aos alimentos perecíveis. Por isso, é fundamental que as transportadoras elaborem planos para esse tipo de operação e, claro, acompanhem de perto todo o processo.


Manutenção? Só com mão de obra qualificada


Além dos cuidados naturais que esse tipo de transporte exige, há uma legislação rigorosa acerca de transporte de alimentos e medicamentos. Por isso, é fundamental que os funcionários responsáveis por esse trabalho tenham pleno conhecimento das regras, a fim de garantir uma operação correta em todos os pontos. Levando esse fator em conta, é muito importante oferecer qualificação contínua para as suas equipes ou, caso essa não seja a sua área de atuação, garantir que seus caminhões, vans e equipamentos passem sempre por assistências técnicas especializadas e qualificadas.


Conheça a sua carga


Para entender a melhor forma de transportá-las, nada melhor do que conhecer bem as suas cargas, certo? Informe-se sobre as matérias-primas e as embalagens específicas de cada produto que sua empresa transporta. Isso possibilita não apenas escolher a forma adequada de transporte, mas também realizar o monitoramento interno que alguns deles exigem. Esses cuidados evitam, por exemplo, a contaminação de um produto por outro que esteja sendo transportado conjuntamente, o que, além de ser proibido pela legislação, pode trazer danos sérios à saúde. Alguns casos podem ser mais emblemáticos, como os dos alimentos que têm um tempo menor de validade, o que torna o fator temporal e a eficiência do transporte critérios fundamentais para garantir a segurança do consumo deles em tempo hábil. E não esqueça que você sempre pode contar com a Frigo King para ajudá-lo na tarefa de garantir um transporte refrigerado eficiente e seguro para seus produtos! Além de trabalhar com diversas linhas de equipamentos de última geração para caminhões, vans e baús refrigerados, você ainda encontra o suporte de uma equipe profissional qualificada e sempre atenta às melhores práticas para o transporte de perecíveis! Quer saber mais? É só entrar em contato conosco ou deixar o seu comentário no espaço abaixo!

Comments


bottom of page