Novidades do Blog

O transporte refrigerado no segmento de Medicamentos

Frigo King, há 2 semanas
O transporte refrigerado no segmento de Medicamentos

O transporte de produtos farmacêuticos sensíveis ao calor requer atenção redobrada quanto à manutenção da cadeia do frio e aos cuidados com as normas de limpeza e higiene, visto que as perdas e o prejuízo causados chegam a ser gigantescos!

Por ser um dos itens mais delicados neste segmento, os medicamentos exigem uma série de cuidados especiais por parte das transportadoras: as temperaturas devem ser estáveis, sem variações e um constante acompanhamento durante todo o trajeto deve ser observado, desde a sua fabricação até os pontos de venda. Seu monitoramento é regido por normas rigorosas através de resoluções feitas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e todas as empresas envolvidas devem ter ainda autorização específica para esta operação.

Esta demanda para transporte de produtos farmacêuticos sensíveis ao calor exige também que o acondicionamento aconteça com a temperatura condizente aos produtos transportados: medicamentos em geral exigem temperaturas na faixa entre 15ºC e 30ºC, alguns produtos, como os hemoderivados necessitam de ambientes extremamente mais frios, e outros, como as vacinas e as insulinas exigem condições de temperatura entre 2ºC e 8ºC.

Mesmo que o uso de baú isolado com equipamento de refrigeração seja uma condição ideal para o controle e monitoramento da temperatura da carga, muitos utilizam a caixa isolada com gelo reutilizável e menos de 10% utilizam soluções confiáveis para o transporte refrigerado. Neste cenário, a Organização Mundial de Saúde (OMS) estima que aproximadamente 25% das vacinas acabam deteriorando até a chegada ao destino final devido à quebra da cadeia do frio. Cerca de 30 a 40% das falhas está no controle da temperatura, comprometendo a qualidade do produto e causando riscos à saúde, fora os enormes prejuízos materiais a todos os envolvidos: laboratórios, transportadores e pontos de venda.

Outro desafio no quesito refrigeração é relacionado à restrição de tráfego, em alguns centros urbanos fazendo que muitos tenham que adaptar sua frota a esse tipo de carga, adotando veículos menores, como vans e veículos urbanos de carga (VUCs). Entretanto, o planejamento deve ser eficiente para que a temperatura adequada seja mantida, onde o operador logístico deve ser capacitado e seguir processos de boas práticas, para não comprometer a cadeia. Nesse caso, devem ser considerados fatores como quantidade de produtos, tempo em que as portas ficam abertas, cortinas plásticas nas portas, qualidade do isolamento e a tecnologia embarcada no equipamento de refrigeração

São muitos os desafios e obstáculos, mas estes podem ser vencidos com a conscientização de todo o setor e o estabelecimento de parcerias comerciais com a indústria, a fim de que esta união promova a estruturação de toda a cadeia do frio.

E quando o assunto é o transporte adequado de medicamentos em baixas temperaturas, a Frigo King sabe que compartilha esta responsabilidade! Nossos equipamentos são desenvolvidos com tecnologias que garantem seu funcionamento mesmo em condições extremas, com fontes alternativas de alimentação e sensores de temperatura. Entre em contato com quem é excelência mundial no transporte em baixas temperaturas: fale com nossos consultores e descubra qual solução se adequa melhor ao seu veículo ou frota.